“Julia tem um GLOGUI” dizia meu pai com forte sotaque catalão, logo que coloquei o Petiscos no ar, lá em 2007. O tempo passou, o Petiscos cresceu e nestes anos conseguimos mostrar muita coisa legal (outras nem tanto), consegui montar uma equipe que me dá o maior orgulho e conquistei a confiança de mais de uma centena de clientes publicitários. Aliás, foi com meu pai que aprendi a trabalhar com ética e honestidade e a respeitar meus clientes, que hoje são escolhidos a dedo. Sempre acreditei que as pessoas tinham que ter livre e gratuito acesso ao conteúdo online, assim como devem ter liberdade para expressarem todo tipo de opinião. Sempre achei ler as opiniões, contra  ou a favor, a parte mais interessante do meu trabalho. De críticas agressivas, até elogios rasgados, passando por testemunhos emocionados e ricas análises do conteúdo do site, acho essa a parte mais importante do que faço. Quando comecei, falava para meus anunciantes prestarem muita atenção nestes comentários, já que naquela época não estavam muito acostumados a ter esse tipo de retorno. A internet dá uma sensação de proteção pra quem quer falar, e analisar o bom e o ruim do que os leitores expressam é uma pesquisa que não tem preço. Hoje em dia isso é parte integral do trabalho das agências. Trabalho no meio publicitário há mais de vinte anos e sei o quanto uma boa pesquisa vale.  Adoro medir a temperatura da opinião das pessoas, mas isso não quer dizer que devo levar essa opinião sempre em conta. Outro dia estava conversando com a querida e dedicada blogueira Manu Carvalho, do Vitrine, e ela estava me falando do quanto sofre com comentários agressivos e muitas vezes cruéis. Expliquei pra ela que passo por isso há anos e aprendi a não responder e nem me deixar levar pelo excesso de agressividade e muito menos pelo excesso de elogios que recebo. Tire boas dicas de tudo, melhore o que deve ser melhorado, mas não se machuque e nem se deslumbre no processo. Manter o foco e fazer o trabalho bem feito é fundamental. Entender que a internet é um ambiente livre e democrático, para bem ou para mal, é imprescindível. E, finalmente, ponderar se estamos preparadas e dispostas a lidar com tudo isso é primordial ao escolher trabalhar online. Explico isso para cada novo colaborador que contrato. Mas sempré é um choque no começo.
Mas por que estou falando de tudo isso? Faço muitas palestras e recebo muitos pedidos de ajuda e de dicas de como trabalhar na internet. E basicamente a resposta sempre é a mesma. Quem trabalha online não está protegido de opiniões (à não ser que não permita comentários e não socialize de nenhuma maneira). Pergunte-se primeiro a razão de querer fazer isso. Especialize-se no que gosta de falar, entenda a mídia que você trabalha e, principalmente, ame seu trabalho. Não corra atrás de um segmento só porque ele está fazendo sucesso. Segmento bombando, é segmento saturado. Não comece um trabalho pensando em fazer dinheiro dele. Comece porque você gosta e porque sabe o que está falando. De novo: Especialize-se no que gosta de falar, entenda a mídia que você trabalha e, principalmente, ame seu trabalho. Pense que qualquer assunto que você gosta vai encontrar identificação com outras pessoas. Seja organizado e disposto (como em qualquer outro trabalho). Seja responsável e consciente porque  o que você escreve pode influenciar a vida das pessoas. Vamos de novo: Especialize-se no que gosta de falar, entenda a mídia que você trabalha e, principalmente, ame seu trabalho. Tenha um mínimo de discernimento e pense se realmente você tem o que é necessário para trabalhar neste meio. E não desista. Muitas vezes o trabalho online precisa ser paralelo a um outro que te sustente (tirar sustento da internet não é fácil). E nunca é tarde para repetir: Especialize-se no que gosta de falar, entenda a mídia que você trabalha e, principalmente, ame seu trabalho. E se posso dar um último conselho… Não tente mentir para sua audiência. Não existe mentira que resista na internet.

123 Comentários

  1. Amei os conselhos, e o fato de “ame seu trabalho” tem que valer pra todo mundo, não só para o mundo da internet, afinal, quando fazemos o que gostamos tudo sai melhor.

  2. christian Amaral

    Muito bom, dá para sentir o carinho com que trata seu trabalho. Isso reflete na qualidade do conteúdo.
    Parabéns!

  3. Julia, acredito que grande parte de suas dicas podem ser aplicadas em qualquer trabalho. Gostei bastante!

  4. Julia liindaaa!! Adorei o seu texto, tb tenho um blog e to sempreee me esforçando pra dar certo. adorooooo demais o Petiscos! <3 lov u

  5. Rosana Lopes

    Julia, parabéns!! Muita verdade num texto só!!!
    Genial!

  6. Julia é sempre muito amor! Relendo postagens antigas e me deparo com essa! Estava pensando em fazer um blog pra contar minhas experiências com produtos em geral, mas acho que não conseguiria conviver com a pressão. Acho que amo mais minha profissão atual e prefiro ficar adorando quem sabe fazer bem no meio da internet. Parabéns, Julia! Simplicidade e humildade são para poucos nesse meio.