Ontem, a Paula me mostrou um post da Man Repeller, Leandra Medine (que eu adoro), contando como foi colocada em cópia, sem querer, em um email que dizia como ela é feia. Leandra também comenta no texto sobre a quantidade de comentários que recebe no Instagram de gente falando pra ela usar maquiagem e como isso a deixaria menos feia ou mais bonitinha – não sei o que é pior de se ouvir – para no final concluir que se sente confortável com sua própria aparência e que é muito preguiçosa para se preocupar com os passos de um ritual de beleza.  Comecei a pensar se escrever ou não sobre o caso, porque apesar de amar maquiagem, ensinar em videos e até fazer consultoria para o mercado de cosméticos, passo a maioria dos meus dias de cara lavada. Daí, uns dois minutos depois que acabei de ler o texto, uma amiga postou o vídeo da Avon abaixo, no FB.

Tosqueira de produção, absurdo, cretinice, estupidez e total falta de noção do video à parte, acho que os dois assuntos estão muito ligados. Como apaixonada que sou pelo assunto, sei que a maquiagem pode ser quase um milagre para a auto estima de muita gente. Porém eu também tenho absoluta certeza de que podemos passar todo o cimento disponível no planeta no rosto, mas se não estivermos confortáveis e se não gostarmos da pessoa que está debaixo da maquiagem, ela de nada vai servir. Por mais transformadas que estejamos maquiadas, sabemos muito bem quem somos por baixo dela. Uma vez, em uma reunião de consultoria para uma marca de cosméticos, o cliente me perguntou o que fazer para que mulheres que não gostam de usar maquiagem passassem a gostar.  Eu respondi: “Nada. Se ela não gosta de maquiagem, deixe ela em paz. Mulheres gostam ou não de maquiagem. E se um dia quiser usar, vai procurar quem ela confia. Então é bom conquistar sua confiança”. Pra resumir, ponto pra Leandra que é menina autêntica, realista e mostra porque tem tanta credibilidade e porque faz tanto sucesso. Por outro lado é cansativo ver que ainda tem marcas e pessoas que tentam tripudiar a auto estima feminina pra tentar convencê-las a se encaixar num padrão ou a comprar produtos.

LEANDRA-MEDINE_01_242-620x413

Foto: Man Repeller, Leandra Medine.

45 Comentários

  1. Carla Laes

    Finalmente alguém escreveu a respeito da campanha patética que a Avon desenvolveu e apresentou recentemente. Sou abordada por esses vídeos, em geral, no youtube, e quando resolvi dedicar um tempo para assisti-los, fui surpreendida por um conceito que já devia ter sido ultrapassado há muito tempo: a necessidade da maquiagem ou da magreza para que a mulher se sinta bem. Quando será que vamos parar de ser estereotipadas?

  2. Joquebede A. Jacobsen

    Meu Deus… sem palavras… o mundo está cansado de saber que caráter não se mede pela calça 36… que retrocesso… não uso essa marca de cosméticos e jamais usarei depois dessa…

  3. Ja assistiu ao video da Dove, Patches? Exatamente o que você disse Julia. Me pergunto: a maquiagem ajuda a SER bonita, ou Realçar a beleza? Bjos

    • Para mim a maquiagem sempre foi para realçar a beleza, porém, nos últimos tempos ela está servindo como algum tipo de máscara para enganar as outras pessoas. Quando a mulher tira o make, vira outra pessoa e consequentemente (na maioria dos casos) fica feia. Fica feia?? Sim fica feia, é um tal de afina rosto e nariz; levanta o olhar; camufla imperfeições/manchas/acne na pele que poderiam ser tratadas ao invés de tapadas; aumenta lábios; esconde olheiras profundas; aumenta cílios; ilusão de olhos maiores ou menores e outras coisas que eu nem deva saber, pois não uso maquiagem. Quando uso alguma coisa é para deixar o mais natural possível, maquiagem pesada me faz sentir como um palhaço!

  4. Ai nossa to me sentindo aliviada… haha pois eu não sou muito de usar maquiagem, só em ocasiões especiais, minha pele não me incomoda e não tenho vergonha de exibir minhas olheiras no dia a dia. Mas hoje parece que isso ofende as pessoas, basta eu entrar em uma loja de cosméticos para uma vendedora querer me apresentar o corretivo, sim eu o conheço mas não uso todo dia, obrigada! Super respeito quem gosta de se maquiar, axo bonito, mas também gostaria que respeitassem minha cara lavada. É bom saber que não estou sozinha no mundo, pq as vezes parece que estou. Beijos

    • Pensei que eu era a única a assumir minhas olheiras!!!!!
      Tenho desde criança, são beeeem roxinhas, e, como sou muito branquela, ficam bem realçadas…Mas não me incomodo tanto assim, só um dia ou outro, em que estou mais estressada ou não dormi direito, que uso corretivo.Mas já cansei de escutar: “Que carinha abatida, por que você não usou um corretivo?” =/
      Acho maquiagem uma coisa ótima, divertida, gostaria de ser melhor com os pincéis, porque um belo olho esfumado é incrível, mas não faço questão de usar muita coisa.Nem tenho tanta habilidade, se tivesse, talvez arriscasse mais.Uso uma base 3 em 1 mais pesada quando sofro um “ataque-abacaxi” de espinhas, mas quando estou “ok”, dou graças á Deus e quero mais é sair com uma placa no pescoço: “Óia como a minha pele tá boa hojeeeee!” Kkkkkkk! Nesses dias uso só protetor solar matificante e um pózinho pra segurar a oleosidade! Deu! Sejamos felizes de cara lavada!

  5. Amanda Martins

    Num mundo que anda cada vez mais estúpido, é coisa linda de ler seu texto Julia!

  6. Eu simplesmente detesto esse vídeo, toda vez que aparece eu fico tentando pensar o pq dizeram ele. O pq de frases tão pessimistas e nos enfiando na cabeça que precisamos de maquiagem para se sentir bem. A Avon errou feio, errou ruuude nesse video.
    Nós temos que nos sentir bem e ponto, não porque passamos maquigem, compramos roupa nova ou etc..
    A Dove e aquele “adesivo da beleza” deviam dar uma aulinha para a Avon..

  7. Anna Herrera

    Concordo plenamente! Uma coisa é quando maquiagem é paixão, outra coisa é quando maquiagem escraviza. O ponto é que nós NÃO TEMOS QUE nada… Não “temos que” estar maquiadas o tempo todo, não “temos que” ser magras, não “temos que” ser loiras… Temos a liberdade de ser quem somos e queremos ser. Ponto.

  8. Coisa mais desesperadora esse vídeo. Triste demais ver como tanta mulher ainda se vê apenas como objeto de satisfeção masculina 🙁

  9. Eu amo maquiagem, não pq só me sinto bem usando-a, mas pq adoro o ritual de fazer a make! E como sou bem camaleoa, gosto de mudar todos os dias, e a make ajuda nisso, sem fazer mudanças drásticas…. Essa Leandra é beeeeem bonita, pelo menos nessa foto aí que vc postou, Julia.
    Eu faço parte de um núcleo fora dos padrões de beleza… Sou cadeirante, e por isso, meu corpo tem particularidades bastante incomuns… Minhas pernas são diferentes, tenho uma baita escoliose de 80 graus, e portanto minha cintura é torta, meus braços são grandes por causa do exercício de empurrar a cadeira, meus ombros tbm são bastante largos por isso. Não tenho muito quadril, pela falta de uso dos membros inferiores, e obviamente, como vivo sentada, minha barriga é um tanto saliente e minha bunda não vive a mostra por aí… Mas eu me sinto uma mulher bonita e atraente sim! Já tive muitos problemas com isso, já me senti inferior às outras mulheres, mas hoje, não sou mais prisioneira do que os outros acham bonito. A Júlia faz parte do meu processo de recuperação, eu já escrevi aqui sobre isso. Ela é muito importante pra mim, pois através dela, eu vi que independentemente da maquiagem e cabelo que ela esteja fazendo no vídeo, o mais importante é ver ela! Pq o jeito dela que a torna linda e interessante. E se é assim com ela, provavelmente, é assim comigo, e com outras mulheres também….

    • Que legal o q vc escreveu Camila… Também gosto de me maquiar, mudar inventar e sair cada dia de um jeito..é uma maneira de expressão acima de tudo… mas o bonito e admirável mesmo é ver o que tem dentro..a singularidade e a beleza de cada um.. e acima de tudo a liberdade de poder escolher ser do jeito que quiser!!

  10. sabrina aimee

    Campanha infeliz da Avon…
    Eu tinha muita espinha a uns 2 anos atrás, lembro que eu usava tanta base e corretivo, que fiquei com alergia, passei um bom tempo sem poder usar base direito. Hoje em dia só capricho no make quando tenho reunião com cliente ou quando saio a noite…
    A gente tem que se amar e se curtir de qualquer maneira, não vejo problema em dar uma de Nazaré Tedesco e se achar mega gostosa após colocar um batom vermelho. O problema todo é se achar a Renata Sorrah de cara limpa! ahahahahhaahahah ta, ok, comentário maldoso.

  11. Mas e da onde que a Leandra é feia? Já a vi na rua e ela chama atenção, é uma menina bem bonita e interessante. Concordo que ela é super autêntica e convenhamos, carinhas bem maquiadas é o que mais tem, gente com personalidade de verdade está em falta. Essa mulherada precisa aprender a parar de jogar pedras umas nas outras. Eu mesma era escrava das minhas olheiras e paranóica com elas. Ainda bem que ERA, hoje em dia se não estou afim de me maquiar pra ir em tal lugar, simplesmente não o faço e fim. Aceitar-se é muito melhor! Parabéns pra Leandra e pra Julia 🙂

  12. Realmente, um horror essa propaganda da Avon. Eu não tinha visto essa ainda, apenas o video em que a moça está solteira…e já havia achado péssimo! Como se passar um rímel, fosse resolver tudo na vida. As pessoas e a vida são muito mais que um olhão bem esfumado, um rímel que deixa os cílios de boneca…poxa, a realidade é outra e a marca foi tremendamente infeliz em passar essa conotação! Maquiagem é ótimo sim, e amamos, mas ser feliz e saudável é o maior segredo de beleza da vida inteira!

    • Eu tbm, até então só tinha visto o da “solteira” e achei que não podia ter nada pior da que aquilo!!! Infelizmente me enganei!!!
      A propagando coloca o ‘namoro’ como uma prisão, que a mulher não tem opinião nenhuma e tem que concordar com tudo que o namorado propõe! Não pode sair com as amigas e nem ir pro cinema… ai depois de passar o rímel ela se sente livre pra fazer o que quiser… Annn?!?!?!? Ela não podia jantar com as amigas qdo namorava… Cultura de machismo…
      Ai me vem esta, onde a mulher se culpa por ter comido!!! Affff

  13. Bravo! Que bom que ainda tem gente que coloca a boca no trombone para ajudar a expor quando a publicidade tenta destruir a auto-estima feminina! Só posso agradecer Júlia, porque estou bastante cansada já, de ver minhas amigas se auto-depreciando o tempo todo nas mídias sociais (não existe mais doce, tudo é gordice! Caraaaaca!) Chego à ficar com medo dessa moda pegar! Beijão em você, sou sua fã! Bianca <3

  14. Júlia, esse seu post mudou meu dia! Estou passando por uma fase muito chata em minha vida. Me formei e há quase um ano estou procurando um emprego mas está tudo muito dificil. Com isso, vem um desanimo gigante, a vontade de largar tudo e ir fazer qualquer coisa, desistir de fazer o que eu realmente gosto. Para ajudar, eu ligo a TV e só passa assaltos, mortes, falta de água ou excesso da mesma,a POLITICA desse país que me dá nojo…Abro o facebook ou instagram e a maioria dos posts é de vida FIT, seja magra, receitas low carb. Vejo pessoas muito próximas que sempre tiveram “vidas normais” e eram felizes por “serem normais”, hoje estão escravas de blogs e pessoas que só vivem de academia, só vivem para cozinhar e postar receitas no Instagram.
    Cadê a personalidade? Cadê o respeito? Estamos caminhando para um mundo de robos, que se você não estiver no formato desses novos “formadores de opinião”, você está fora da sociedade!
    Obrigada por esse post e por dar esse espaço para pessoas como eu poderem desabafar…rs

  15. Sempre gostei de maquiagem e de me maquiar, mas gosto do visual mais neutro e básico, então exageros nunca foram meu forte.
    Ainda assim, recentemente achei que tinha produtos demais e passava uma grande quantidade de itens no rosto (BBCream, corretivo, blush, sombra, rímel e batom) mesmo que fosse para, sei lá, ir ao mercado.
    Já vinha com a ideia de reduzir e deixar a pele respirar, quando minha mãe adoeceu, ficou uma semana na UTI e me vi forçada a cuidar dela, da casa, de mim, de todos aqui e não abandonar o trabalho.
    Com isso, a preocupação em me maquiar ficou lá para o final da lista e recentemente tenho saído “sem nada” (a não ser hidratante e protetor solar) além de um batom ou corretivo em dias mais tensos.
    E quer saber? Gostei muito! Me senti retomando o controle de mim mesma! Outro dia fui me maquiar para sair e achei que gastava muito tempo, que eu poderia aproveitar com outra coisa.
    Vaidade é bom, mas amor, respeito e aceitação próprios são ainda melhores, mesmo que a gente aprenda “na marra”.
    Beijos, Julia! Adoro seus posts e vídeos! Quando uso maquiagem, sempre tenho você como referência!

    • Parabéns, Carla! Parabéns por segurar a barra da sua família quando ela precisou. Admiro gente que não abandona o barco na hora dificil. Tudo de bom pra você, pra sua família e pra sua pele 🙂

    • Que linda, você! Nossa, tdo de melhor pra sua mamãe e sua família toda!

  16. Não basta ser linda e ensinar todo mundo a se maquiar.. Tem que ser inteligente!! Admiro muito seu trabalho Julia!! Beijos

  17. Julia, obrigada, vc é muito musa! Sou leitora assídua do Petiscos! Também sou apaixonada por maquiagens (aliás, seus tutoriais são uma delícia de assistir!), mas acho triste ver a mensagem que muitas vezes é passada para as mulhere, como neste exemplo deplorável da campanha da Avon. O pior é ver o monte de bloqueira que fica “hashtagueando” o tal do “megapracima” claramente sem o menor senso crítico, já que hoje em dia o que vale é o cachê que vai entrar na conta. E como disseram aí em cima, essas são as atuais formadoras de opinião. Bom ver que no meio de tanta futilidade e asneira alguém tem algo inteligente e relevante a dizer! Te admiro muito como profissional, por trabalhar nesse ramo tão complicado e ainda assim manter sua personalidade e opiniões firmes. Parabéns!! 🙂 bjinhos, Carol

  18. Mariangela Salomon

    Julia, perfeito seu texto, preciso, essencial, desafiador e resolutivo para uma sociedade que deve ser gentil, respeitadora e amorosa! Parabéns!!!

  19. Galera,
    Todo esse debate me levou a uma ideia; há tempos eu penso em desenvolver um projeto (site, blog) que trate justamente da Auto Estima feminina Vs. Padrões de Beleza.
    Como disse em um comentário acima, por ser cadeirante, já sofri muito por isso.
    Um projeto assim, seria muito mais valioso se unisse muitas meninas/mulheres/senhoras pra tratar do assunto juntas. E como aqui, no Petiscos, temos o interesse em comum na beleza, comportamento e auto estima, pensei que poderia ser um bom lugar de juntar interessadas no projeto! Quem quiser conversar a respeito, e se unir a mim, será muito bem vinda(o)! Comentem aqui, e eu penso em uma maneira de nos comunicarmos depois, em outro meio.
    Beijos.

    • Acho suuuuuper vahlido! Apesar de eu não estar muito a par do tema, acho que tanta gente poderia se identificar… Até quem não é cadeirante respeitaria bastante e acharia a idéia ohtima, tenho certeza. Faça, sim! 🙂

  20. É chato demais explorarem essa insegurança das pessoas, não só com a beleza, “ah, seu irmão nunca repetiu matéria na faculdade, e olha só você”; “e essa roupinha? que coisa mais 2009, né?”; “cadê o namorado?”; etc. E quando você se encontra, se abraça e se assume, sai por aí de chapeu e sem maquiagem, com a roupa que você gosta, vira uma aberração porque não é completamente insegura e vive do jeito que todo mundo tem que viver.
    Comer chocolate é uma tortura pessoal que precisa ser compartilhada. Todo mundo posta foto de doce no instagram, normalmente com a legenda envolvendo “academia”, “gordice”, “dieta” e tantas outras. Como se fosse uma coisa ruim, como se fosse proibido. É uma coisa que vai muito além da beleza, a gente vive pelos outros, e acaba esquecendo de si. Ver umas coisas assim me dá um alívio enorme, gente sã, que se entende, que entende que é mais do que um pedaço de carne que anda por aí se expondo.
    Leandra linda. Toda vez que eu entro no Man Repeller eu tenho vontade de dar um beijo e um abraço nela e mandar um email pedindo pra ser minha madrinha de casamento, mesmo que eu não me case.
    Bêjo nas lindas que são todas lindas sem maquiagem nenhuma, com gente xingando e com brigadeiro <3

    • Falou tudo!!!!
      Eu não tenho paciência pra usar maquiagem, só o faço em ocasiões especiais tipo casamentos, formaturas e sessão de fotos.
      Acho muito empenho! hahaha
      No máximo um corretivo se tiver algum machucado na pele, um pó pra tirar um pouco da oleosidade e um batom pra dar uma cor.
      Acho lindo aquelas sombras elaboradas e divas, mas para o dia-a-dia é muita produção pra algo rotineiro sabe?

  21. Cláudia Cunha

    Essa mulherada precisa aprender a parar de jogar pedras umas nas outras. (2)
    Enquanto nós desempenharmos esse papel, nada muda. Fica a dica também para o Petiscos, que se divide entre levantar a nossa auto-estima e, em alguns posts, jogá-la fora.

  22. pois é.. de que adianta se maquiar e ser infeliz.. acho que eles querem mulheres noiadas com a própria aparência ao invés de mostrar o lado legal da maquiagem.. eu só comecei a usar maquiagem mesmo depois dos 28 anos e antes disso eu também era feliz (e comia os brigadeiros da festa!). Maquiagem é diversão 🙂 obrigada pelo post Julia!

  23. sabrina aimee

    Julia,
    Você deve ficar muito feliz em ler todos esses comentários aqui e ver como você e seu site tem presença na vida das pessoas né?
    Parabéns por não ser uma it girl fútil e ser essa pessoa tão legal, inspiradora e humana! <3
    #sóumpoucotiete

  24. Retrocesso vender maquiagem como máscara! A avon “errou rude” nessa campanha apelativa.
    Em contrapartida vem a Dove falando que com o “beauty patch” e um vídeo lindo e verdadeiro sobre autoconfiança e amor-próprio.

  25. caroline noronha

    Muito bom o seu post Julia! Sou viciada em maquiagem e confesso que não me sinto muito bem de cara lavada, mas fico feliz quando estou com aquela cara de acabei de acordar e cabelo bagunçado e meu namorado me diz que sou linda. Maquiagem não resolve baixa auto estima e, aliás, a Leandra é bonita SIM! Mil beijos!!

  26. Essa “propaganda” é horrível, Julia, tô com você!
    Pena que muita gente achou OK .-.

  27. Olha que engraçado, o que me deixou mais incomodada foi a atriz representar uma mulher neurótica porque cometeu um deslize no dia anterior e acha que vai engordar 1 ou 2kg e o vestido não vai cair bem. Eu sou gorda e não me sinto bem, está difícil emagrecer porque acabei me habituando a descontar a ansiedade na comida e criei uma rotina gorda, a minha cabeça é gorda. É verdade que eu acho que a roupa cairia bem em mim se eu emagrecesse mas eu penso assim, não quer dizer que todos tem que pensar e nem que eu ficarei neurótica porque comi um brigadeiro. Uma propaganda feita para ser vista por todos tem que pensar na mensagem que está passando, será que a Avon acha que só a mulher magra é bonita ou só a maquiagem salva?

  28. Qual o problema das pessoas? a Paula não é feia, pelo amor… o mundo ta findando em mentiras

  29. Nossa acho que há muito tempo eu nao via pessoas se elogiando e se ajudando nos comentarios desse site! Que coisa boa! Geralmente nas vezes que eu vejo é só negada brigando! Acho que os posts influenciam um pouco isso, e esse acertou em cheio pra fazer as pessoas concordarem, e terem discussoes saldaveis!! Sejamos mais amigas meninas, e petiscos segue nessa linha que é sucesso!!

  30. Vanessa K.

    Nossa, eu já não gosto da Avon, depois dessa, então…
    Eu comecei a usar maquiagem por causa da Júlia (dos tutoriais dela, que fique claro!!!)!
    Há uns 4 anos…
    E sempre fui feliz de cara lavada, mas aprendi com a ruiva musa, que em alguns momentos, make é divertido e pode dar um up a mais naquilo que já temos de bonito!
    Comer chocolate é pecado? Olha, acho que nem, DEUS deve comer chocolate, sempre digo isso!!! hahaha
    É libertador ver meninas mais cheinhas comprando roupa justa, lingerie sexy… Afinal, que se amam e são emocionalmente bem resolvidas!
    A indústria cosmética quer incutir na cabeça das mulheres que não se pode ser bonita sem maquiagem…
    Tolice. Make é um “acessório’ legal, mas ser atraente é se aceitar, ser interessante, ter a coragem de ser quem é, ter opinião e ser inteligente.
    Essa beleza não sai com água!!
    Por campanhas como essa, muita mulher se sente “inadequada”, derrotada, fraca!
    Que tipo de público a Avon pretende atingir?
    Lamentável!

  31. Eu acho que a maquiagem é óptima porque permite à mulher ficar mais bonita, se sentir mais segura, agora quem não precisa disso melhor, mais prático.
    Mas uma coisa é certa,toda a mulher e todo o homem é julgado por sua aparência em qualquer lugar,quer seja numa entrevista para emprego,no supermercado,na escola,etc,porque todo mundo liga para isso, consciente ou inconscientemente.E é um saco, é mesmo,porque até o que as pessoas chamam de paixão não é mais do que atracção física,tudo se baseia nisso,tem quem fale que não, que não é bem assim, mas a verdade é que é mesmo, porque tem poucas pessoas que continuariam com sua cara metade caso ela ficasse deformada fisicamente,isso é certo.
    Aliás, basta reparar que quase sempre os bonitos andam juntos, e quando não é assim tem sempre algum outro interesse por trás…
    Mundo cão!

  32. Oi, tem alguma indicação de base sem fragrância?
    Conversando com as meninas do trabalho, percebi que a maioria não usa base porque não gosta do cheirinho que fica…. E eu achava que era a única…kkkk

    • oi, Kelly
      acho que se vc tem dificuldade em usar base por conta do perfume, é mais seguro experimentar antes de comprar. não sei quais te indicar pq até hj, só fiquei incomodada com o cheirinho de uma base. Bj!